AS NOVAS CONFIGURAÇÕES PARA O ENSINO DE SOCIOLOGIA FRENTE A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR PARA O ENSINO MÉDIO

Autores

  • Elizabeth José Campos Universidade Frei João

DOI:

https://doi.org/10.26893/desleituras.v10i10.135

Palavras-chave:

Educação, Ensino de Sociologia, Base Nacional Comum

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar os objetivos educacionais quanto ao ensino da disciplina Sociologia, historicamente construídos, e suas possíveis implicações no presente, frente as novas formulações legais para o ensino médio, BNCC (2018), enfatizando o desenvolvimento de competências e habilidades
para as decisões pedagógicas do ensino. São utilizadas produções teóricas sobre politicas de currículo, assim como as produções de diferentes autores sobre
a história da inserção da Sociologia no ensino médio. Tais questões, destaca que a movimentação do discurso curricular, relacionada ao discurso das diretrizes
educacionais, criando diferentes modalidades de praticas pedagógicas, constitui-se um desafio no debate sobre quais são os objetivos educacionais
do ensino da disciplina. Neste contexto aponta a necessidade de uma reflexão para construção de novos olhares sobre a matriz curricular que venha atender
a ligação entre o ensino de Sociologia com suas ferramentas científicas, articulado com um currículo pedagogicamente impulsionado de novas tendências de
temas transversais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth José Campos, Universidade Frei João

Mestre em educação profissional em saúde (Escola Politécnica em Saúde Joaquim Venâncio/Fiocruz).
Especialista no ensino de Sociologia no ensino médio/UFSJ, docente I - SEDUC/RJ - ensino de Sociologia.

Publicado

27/06/2022

Edição

Seção

CAPÍTULO DE LIVRO